divdiv
PUBLICIDADE

Agronegócio

Publicidade

Brasil será autossuficiente na produção de fertilizantes, diz Tereza Cristina

Neste mês, o Mapa vai lançar Plano Nacional para enfrentar as carências do setor

Por: Revista Oeste

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), deve lançar neste mês o Plano Nacional de Fertilizantes. A iniciativa pretende trazer autossuficiência para o setor no país.

“[Com esse plano nós podemos alcançar a autossuficiência [de fertilizantes] em 30 anos”, disse a ministra Tereza Cristina, em entrevista à TV Brasil na segunda-feira 7. “Agora, é claro, que não depende só do governo. O governo está fazendo um plano feito junto com nove ministérios, mas também junto com a iniciativa privada. Nós precisamos de investidores que venham investir na exploração”.

Ela comentou que os “Estados Unidos tem 80% de produção própria e 20% de importados” e que a China “está mais ou menos nesse patamar”. “O Brasil, com essa potência do agro que é, tem que chegar nesses patamares de mais autossuficiência”, explicou.

Atualmente, os produtores brasileiros importam 80% dos fertilizantes que consome. As principais carências são de nitrogênio, de fósforo e de potássio. Entretanto, o país tem recursos minerais em quantidade suficiente para sanar o problema.

No caso do potássio, a ministra citou as reservas no município de Autazes (AM), a cerca de 100 quilômetros da capital Manaus. Segundo Tereza Cristina, a quantidade disponível no local poderia trazer tranquilidade ao país quando começasse a ser explorada.

Uma empresa do setor privado já possui o direito minerário e tem interesse em dar início à produção. Contudo, o projeto está em fase de licenciamento ambiental. “Temos um código ambiental e mineral muito rígido, que faz com que isso demore muito mais para acontecer”, afirmou a ministra.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade