divdiv
PUBLICIDADE

Região

Publicidade

Confirmada a 35ª morte por dengue em 2022 no RS

O total de mortes por dengue no Estado representa mais do que o triplo do registrado no ano passado

Por: Da redação / Portal In Foco RS

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) confirmou, nessa segunda-feira (23), a 35ª morte causada pela dengue no Rio Grande do Sul em 2022. O óbito mais recente aconteceu em Horizontina – cidade do Noroeste gaúcho que soma quatro fatalidades decorrentes da doença desde a virada do ano.

O total de mortes por dengue no Estado representa mais do que o triplo do registrado no ano passado, quando foram 11 óbitos. Este é o maior número da série histórica. O Rio Grande do Sul contabiliza, ainda, 28.056 casos da doença desde janeiro – sendo 23,3 mil autóctones, ou seja, contraídos dentro do território gaúcho.

Além de Horizontina (4), registraram mortes as cidades de Igrejinha (6), Novo Hamburgo (3), Cachoeira do Sul (2), Jaboticaba (2), Lajeado (2) e Porto Alegre (2), Boa Vista do Buricá (1), Chapada (1), Condor (1), Cristal do Sul (1), Dois Irmãos (1), Estância Velha (1), Erechim (1), Nova Candelária (1), Nova Hartz (1), Novo Machado (1), Rondinha (1), Santa Rosa (1), São Leopoldo (1) e Sapucaia do Sul (1).

Mais de 400 cidades gaúchas estão infestadas pelo mosquito Aedes Aegypti, responsável pela transmissão do vírus que causa a doença. A maior parte das pessoas que morreu tinha 70 anos ou mais (25). O público feminino corresponde a 60% dos óbitos (21), enquanto o masculino diz respeito a 40% (14).

Em Erechim, de acordo Infraestrutura Estadual de Dados Espaciais (IEDE), em 2021 já foram confirmados 413 casos de dengue, desses 409 autóctones e 141 estão em investigação e até o momento houve um óbito. Apesar de o município estar infestado pelo mosquito transmissor, como quase a totalidade dos municípios, o número de casos confirmados está abaixo aos de 2021, onde no ano foram confirmados mais de 2 mil casos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade