divdiv
PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Curso de Medicina implanta projeto “Corredores Culturais”

As exposições configuram-se como o espaço de ligação entre artistas e público

Por: Ascom

A arte é a expressão mais genuína da capacidade humana de se expressar e de trocar afetos. Ter arte por perto é ter vida. Por isso, as exposições configuram-se como o espaço de ligação entre artistas e público e, de maneira mais ampla, entre novas proposições visuais, concepções de arte e a sociedade. Além disso, o contato com a arte ajuda a abrir a mente para novas perspectivas, possibilidades, situações, transbordar sensações e, especialmente, humanizar.

Por estas razões, o Curso de Medicina da URI está realizando o projeto “Corredores Culturais”, que tem como objetivos aproximar estudantes, profissionais, pacientes e seus acompanhantes do potencial transformador da arte, estimulando o olhar afetivo, e estimular o desenvolvimento de habilidades de observação, além de habilidades artísticas e de comunicação.

O projeto “Corredores Culturais” se constitui em exposições permanentes em três espaços utilizados pela Universidade e que podem ser compartilhados também com alunos, professores, pacientes e outros visitantes. 

O primeiro espaço está localizado no corredor do prédio 10, andar térreo, junto às salas de aula do Curso e Coordenação. O segundo está localizado no Ambulatório de Medicina, próximo à Fundação Hospitalar Santa Terezinha, e o terceiro no URICEPP (Centro de Estágios e Práticas Profissionais), junto aos Laboratórios de Habilidades Médicas.

Nestes espaços estão expostas obras do artista plástico Sadi Lando que doou suas telas para a URI Erechim, em 2016. O artista é natural de Aratiba, mas está radicado desde 1985 em São Paulo, onde expõe regularmente em galerias de arte da capital paulista. Além disso, tem marcado presença em diversos outros eventos artísticos pelo país.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE