divdiv
PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Erechinense ganha prêmio ‘Jovem Pesquisador Gaúcho’

A premiação reconhece estudantes pesquisadores; esse é o segundo prêmio de pesquisa científica que a graduanda recebeu

Por: Natiele Dias Torres

A estudante erechinense Caroline Dalastra foi contemplada na edição 2021 do Prêmio Pesquisador Gaúcho, que teve como tema neste ano “A Ciência a serviço da Sociedade”. A premiação reconhece pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, contemplando ainda o empreendedorismo e estudantes em nível de graduação, na categoria Jovem Pesquisador, o qual Caroline foi contemplada.

Caroline está no último semestre do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS – em Erechim. Seu projeto premiado é intitulado ‘Produção de etanol de segunda geração utilizando resíduos agroindustriais na presença de inibidores’. A graduanda explica que nesse estudo a produção do etanol foi avaliada utilizando como substratos resíduos de uva de uma indústria produtora de suco e hidrolisado do bagaço de cana-de-açúcar. 

“O uso desses resíduos, além de ser uma alternativa para a produção de biocombustíveis, promove uma gestão sustentável desses materiais, buscando minimizar impactos ambientais da disposição em aterros sanitários, solo ou cursos hídricos”, explica Caroline.

Pesquisa

Seu primeiro contato com a pesquisa científica foi em 2017, quando ingressou como voluntária no Laboratório de Microbiologia e Bioprocessos (LAMIBI) da UFFS. “Durante este ano, participei de alguns projetos de pesquisa auxiliando graduandos e pós-graduandos na realização de experimentos e em 2018 fui contemplada com uma bolsa de Iniciação Científica com fomento da FAPERGS. Fui bolsista por 3 anos e como fruto de uma dessas bolsas, ganhei o prêmio de Jovem Pesquisador na X Jornada Nacional de Iniciação Científica da UFFS”, conta.

Foi por meio dessa premiação que Caroline indicada ao Prêmio Pesquisador Gaúcho 2021, na modalidade Jovem Pesquisador e foi contemplada.

“Receber um prêmio desses, no nível de graduação, é muito gratificante! É resultado de muita dedicação e empenho, não só meu, mas de toda a equipe do LAMIBI. Mostra que estamos, como grupo de pesquisa, no caminho certo. Além disso, mostra toda a minha evolução acadêmica, profissional e pessoal, resultado de anos de aprendizado com o grupo. Meu muito obrigada a todos vocês!”, finaliza a estudante.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE