divdiv
PUBLICIDADE

Região

Publicidade

Gabinete de Crise emite Aviso do Sistema 3As de Monitoramento para a região de Erechim

O GT Saúde havia recomendado um Alerta para a região de Erechim, mas o Gabinete de Crise definiu pela emissão de Aviso para a associação regional e seus respectivos municípios

Por: Estado RS

Em reunião na manhã desta quinta-feira (20/5), o Gabinete de Crise avaliou as recomendações feitas pelo GT Saúde e confirmou a emissão de três dos quatro novos Alertas do Sistema 3As de Monitoramento sugeridos pela equipe técnica. Com isso, as regiões Covid de Palmeira das Missões, Santa Rosa e Uruguaiana devem ser comunicadas ao longo do dia sobre a necessidade de adotar medidas para conter o avanço da pandemia.

Essas três regiões já haviam recebido Avisos da equipe técnica estadual na última terça-feira (18/5) e, devido à piora em indicadores da pandemia, o entendimento do governo foi pela necessidade de formalizar o pedido para que as regiões Covid passem para a Ação. Veja as justificativas dos Alertas ao final do texto.

 

O GT Saúde também havia recomendado um quarto Alerta para a região de Erechim, mas o Gabinete de Crise definiu pela emissão de Aviso para a associação regional e seus respectivos municípios.

Erechim apresenta um crescimento de 24% de novos casos Covid entre os dias 11 e 18 de maio, quando a incidência por 100 mil habitantes ainda se encontrava no mesmo patamar do número do Estado. Ou seja, será comunicada pelo governo quanto a este e outros indicadores que preocupam, mas ainda não será obrigada a encaminhar um plano de Ação. A equipe de técnicos manterá o monitoramento e, caso observe piora no quadro, poderá recomendar novamente o Alerta para avaliação do Gabinete de Crise.

Avisos confirmados nesta quinta-feira (20/5):

ERECHIM
O GT Saúde havia recomendado um Alerta para a região de Erechim, mas a decisão do Gabinete de Crise foi para emissão de um Aviso neste momento. O fato de a região não ter recebido Aviso na reunião anterior do GT foi uma das razões que levou a essa decisão. No entanto, o Gabinete de Crise destaca que a região entrará em Alerta se mantida a tendência de piora.

Apesar do número de casos estar equiparado ao número do Estado, a região apresenta um crescimento consistente e preocupante: a incidência semanal de novos casos saiu de 143 em 6 de maio para 251,6 em 18 de maio, ou seja, um aumento de 24% somente na última semana.

Os pacientes internados, suspeitos e confirmados de Covid, em leitos clínicos também apresentaram expressiva elevação de 124% entre os dias 10 e 18 de maio, passando de 25 para 56 internados no período.

O número de pacientes confirmados em leitos de UTI também aumentou consideravelmente entre 17 e 18 de maio, elevando a taxa de ocupação para 93% na região.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE