divdiv
PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Hospital de Caridade não recebeu incentivos financeiros da Prefeitura de Erechim no combate à Covid

Apesar de não receber recursos do município, o Hospital diz ter aplicado em Assistência Hospitalar Gratuita para pacientes com Covid aproximadamente 700 mil reais

Por: Da Redação

Após o Hospital de Caridade anunciar no mês passado que fecharia temporariamente o atendimento do Pronto-Socorro devido ao aumento no número de casos e internações da Covid-19, o Jornal Atmosfera buscou compreender como está sendo a relação da instituição filantrópica de assistência à saúde com a Prefeitura de Erechim.

Os questionamentos surgiram da própria comunidade para observar qual tem sido o impacto do Poder Público Municipal na entidade que também é referência no combate à pandemia.

Para melhor compreensão do momento em que o Hospital passa em relação ao quadro pandêmico e investimentos públicos feitos, encaminhamos alguns questionamentos.

Quais foram os valores recebidos para apoio no enfrentamento da Covid-19 do Governo Federal, do Estado e do município de Erechim?

Resposta: Para atuar na pandemia, o HC se valeu predominantemente de recursos próprios, uma vez que recebeu apenas R$ 11.875,07 mil (Onze mil oitocentos e setenta e cinco reais e sete centavos) de recursos públicos federais, não tendo recebido recursos estaduais e municipais. Isso se deve principalmente pelo hospital não estar credenciado no Sistema Único de Saúde -SUS.

Houveram doações de equipamentos ao Hospital? Quantas UTI’s foram cedidas? Quantos respiradores e quais outras doações significativas aconteceram?

Resposta: Nenhuma dessas doações foram recebidas do poder público.

O município de Erechim ajudou o custeou de alguma forma leitos de UTI Covid?

Resposta: Nenhum leito de UTI Covid foi custeado pelo município de Erechim para o HC.

Quais os valores repassados pelo município ao enfrentamento da Covid em 2020 e em 2021 respectivamente, qual o montante de cada ano?

Resposta: Não houveram repasses de valores do município para o HC nos anos 2020 e 2021.

Houveram atendimentos filantrópicos da Covid na pandemia? Quantos? Qual o valor gasto com estes pacientes?

Resposta: O valor aplicado em Assistência Hospitalar Gratuita para pacientes COVID-19 está em aproximadamente de R$700.000,00. 

Além das respostas, a comunicação do Hospital ponderou algumas observações.

”Para atuar na pandemia, o HC se valeu predominantemente de recursos próprios, uma vez que recebeu apenas R$ 11.875,07 mil (Onze mil e oitocentos e setenta e cinco reais e sete centavos) de recursos públicos federais, não tendo recebido recursos estaduais e municipais. Isso se deve principalmente pelo hospital não estar credenciado ao Sistema Único de Saúde -SUS.

Já de entidades locais, como ACCIE/Coder, Sicredi, Cresol e AMAU, o Hospital recebeu R$ 270 mil de doações para aquisição de equipamentos para UTI Covid-19, e EPIs para uso dos profissionais. Diversas empresas e entidades também contribuíram com a doação de máscaras, viseiras, luvas, álcool gel e outros EPIs.

Destacamos a parceria que possuímos com a Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim, com a prática de empréstimo de equipamentos, medicamentos entre outros, no enfrentamento desta pandemia. Cumprindo com o nosso papel fundamental no sistema de saúde regional.

Em fevereiro/2021 foi realizado um contrato entre a Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim e o Hospital de Caridade de Erechim, com o objetivo de o HC prestar serviços  para a FHSTE em até 06 leitos de UTI para pacientes diagnosticados com COVID-19 provenientes do SUS – Sistema Único de Saúde.   Uma conjunção de esforços para o enfrentamento da falta de leitos de UTI-COVID-19 na região do Alto Uruguai. Porém pela alta demanda dos pacientes de planos de saúde, nos últimos meses, não está sendo possível o HC atender, neste momento, pacientes SUS.”, em nota pela Assessoria de Comunicação do Hospital de Caridade.

O que diz a Prefeitura de Erechim

Encaminhamos questionamentos similares a Prefeitura e obtivemos apenas duas respostas.

Houveram doações de equipamentos ao Hospital? Quantas UTI’s foram cedidas? Quantos respiradores e quais outras doações significativas aconteceram?

Resposta: A FHSTE emprestou 3 ventiladores para o HC, além disto os hospitais se auxiliaram em trocas de medicações quando houve disponibilidade.

O município de Erechim ajudou ou custeou de alguma forma leitos de UTI Covid?

Resposta: A FHSTE possui um convenio com o HC de compra de leitos de UTI e até o presente momento foram utilizados para 4 pacientes totalizando aproximadamente R$80.000,00.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE