divdiv
PUBLICIDADE

Região

Publicidade

Indígenas mortos em confronto armado em Ronda Alta são identificados

Os dois corpos encontrados no sábado serão sepultados na tarde desta terça

Por: Da redação

No último sábado, 16, um confronto entre indígenas da Serrinha em Ronda Alta, localizada a 76km de Erechim, deixou pelo menos dois mortos.

Segundo informações do Cacique, Márcio Claudino, uma emboscada foi armada na ERS-324, de acordo com o cacique, ele e mais três pessoas trafegavam ela ERS na manhã de sábado em uma camionete Hilux quando foi atingido por disparos. O grupo havia saído da comunidade do Alto Recreio e seguia em direção a Ronda Alta. Os disparos aconteceram próximo a entrada da cidade de Engenho Velho.

Ao saberem da tentativa de homicídio, indígenas da comunidade voltaram ao local e houve troca de tiros. Segundo o que foi divulgado ainda no sábado, pelo menos 4 pessoas haviam morrido, porém apenas 2 corpos foram localizados pela polícia.

A Polícia Federal (PF) também rastreia supostos feridos na emboscada, que podem estar abrigados em casas de parentes, hospitalizados ou mesmo mortos, ocultos nos trigais.

Motivo

Segundo o Cacique, na última quinta, 14, ele havia expulsado da reserva indígena oito famílias que eram ligadas aos seus adversários. O motivo seria problemas em relação ao controle da tribo, arrendamento de terras e dinheiro.

Para evitar novos confrontos, a Brigada Militar enviou efetivos do 38º BPM, armados com fuzis, que permanecem patrulhando toda a área indígena da Serrinha. Eles ganharão apoio da Força Nacional de Segurança Pública, que deve enviar dois pelotões para a região.

Rosnildo Batista
Lucas Caetano

Corpos identificados

Os dois homens mortos no confronto foram identificados como Rosnildo Batista, conhecido como “neguinho” e Lucas Caetano, conhecido como “cafumango”, Lucas era gari em Ronda Alta. Ambos eram conhecidos na cidade.

O sepultamento acontece na tarde desta terça, 19, no cemitério Alto Recreio.

*Com informações de: Máxima FM 107.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE