- Atmosfera On.line - https://www.atmosferaonline.com.br -

Jogador do São Paulo-RG é preso após agressão ao árbitro em jogo na Divisão de Acesso

William Ribeiro, jogador do São Paulo-RG, foi preso em flagrante após a [1]gredir o árbitro Rodrigo Crivellaro em partida da Série A2 do Gauchão  [1]nesta segunda-feira, 4. O jogador foi levado à Penitenciária Estadual de Venâncio Aires após prestar depoimento na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e fazer exames de corpo de delito. 

Segundo Luciano Fernandes Menezes, delegado regional do Vale do Rio Pardo, a acusação é de tentativa de homicídio doloso qualificado. A pena para o tipo de crime é de 12 a 30 anos, mas por ser tentado, há uma redução de um a dois terços na pena, conforme a proximidade da consumação. A pena final vai depender da evolução do processo. 

O jogador tem ao menos três antecedentes criminais por lesão corporal, um por ameaça e dois por provocação de tumulto. 

Aos 14 minutos do segundo tempo da partida contra o Guarani-VA, em Venâncio Aires, o juiz mostrou cartão amarelo ao atleta do São Paulo. Irritado, Willian deu um encontrão no árbitro e, depois que ele estava caído, ainda atingiu-lhe com um chute na cabeça. [2] Crivellaro desmaiou  e foi socorrido pela ambulância. 

 O árbitro foi levado para atendimento no Hospital São Sebastião Mártir, de Venâncio Aires. Ele recobrou a consciência e passa bem. Ele será submetido a exames complementares e ficará em observação pelas próximas 24 horas.

Confira a nota oficial emitida pelo Sport Club São Paulo:

Lamentável. Lamentável e acima de tudo, revoltante. 

No exato dia em que toda a família rubro-verde reuniu-se para comemorar mais um aniversário – 113 anos de Sport Club São Paulo -, nosso Clube se deparou com um dos episódios mais tristes de sua história, uma fatídica cena que chocou todas as pessoas que amam não só o futebol gaúcho, mas todas aquelas que simplesmente amam o esporte de modo geral.

Podem ter certeza, lamentamos e nos envergonhamos profundamente de todo o ocorrido, todo nós em absoluto, toda a nossa nação rubro-verde: Direção, torcida, demais jogadores, etc. Pedimos todas as desculpas do mundo ao profissional agredido e sua família, assim como pedimos desculpas ao público, de modo geral, pela cena lamentável vista hoje. 

O contrato com o atleta agressor está sumariamente rescindido. Ademais, todas as medidas possíveis e legais em relação ao fato serão tomadas.

Deivid Goulart Pereira

Presidente do Sport Club São Paulo