divdiv
PUBLICIDADE

Artigos

Publicidade

#Artigo – O Brasil tem carência de ídolos?

Nos últimos anos tem se observado uma perda de protagonismo nacional no âmbito esportivo

Por: Weslei Pigatto Molinari

Nos últimos anos tem se observado uma perda de protagonismo nacional no âmbito esportivo, em geral, entende-se por óbvio que alguns fatores podem ter sido importantes para um processo de afastamento das pessoas para com sua identificação com algumas modalidades esportivas nas quais o Brasil íntegra.

O cenário político brasileiro também tem parcela de participação no atual momento do esporte Nacional, o que vem de encontro a polarização que tornou se parte do cotidiano da população.

Fator Senna:

Quando o assunto é protagonismo carisma e representação a figura de Ayrton Senna inevitavelmente é relembrada com carinho, já que não apenas pelos resultados nas pistas, senão pelo carisma e capacidade de comunicação e humildade fizeram dele uma personalidade ligada a esperança de dias melhores dadas as circunstâncias, Senna rapidamente adquiriu a difícil posição de ídolo, por ter o Brasil como principal companheiro nas vitórias.

Futuro:

Desde a conquista do pentacampeonato em 2002 muitos foram os atletas revelados no país celebrados por seus feitos, recentemente nas Olimpíadas de Tóquio a seleção olímpica conquistou pela segunda vez o ouro, a Olimpíada foi importante em diversas frentes revelando novos talentos e efetivando processos de renovação em algumas modalidades.

Opinião:

Acredito que em qualquer situação não se deve politizar o esporte, ao contrário deve existir a iniciativa de revelar atletas que tenham indispensavelmente o interesse de representar o Brasil, na sua plenitude tanto de esforço quanto de representatividade, na busca de resultados que iniciem um processo de retomada do protagonismo do Brasil no esporte.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE