divdiv
PUBLICIDADE

Cidade

Publicidade

Prefeitura adere ao ‘Projeto Leitura Alimenta’

O projeto foi apresentado através de um pedido de providências na Câmara de Vereadores

Por: Ascom

A Prefeitura de Erechim, através das Secretarias de Educação e Assistência Social, está aderindo ao ‘Projeto Leitura Alimenta’, conforme sugestão do vereador Ale Dal Zotto (PSB).

As secretárias Verenice Lipsch e Clarice Moraes estiveram nessa quinta-feira, 22, com o parlamentar, assinando o projeto que será executado a partir da segunda quinzena de agosto.

Serão identificados pontos de doações para livros literários que vão ser distribuídos junto com cestas básicas (tickets alimentação) e kits de alimentos, levando assim, além de alimento a cultura e a literatura as famílias.

A distribuição de cestas básicas é de em média 500 por mês. “Imagina conseguirmos despertar o hábito da leitura em cada uma dessas famílias, com esse simples gesto”, explica a secretária de Assistência Social, Clarice Moraes.

Segundo dados da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, de 2015 para 2019, a porcentagem de leitores no Brasil caiu de 56% para 52%. “Estaremos cumprindo nosso papel de agentes formadores também levando literatura as famílias, tanto as que recebem o Kit de Alimentos das escolas agora no período de pandemia, tanto para as famílias assistidas todos os meses pela Assistência Social”, pontua a secretária de Educação, Verenice Lipsch.

Sobre o projeto

O projeto Leitura Alimenta foi criado em 2013 pela Livraria da Vila (SP) em conjunto com a distribuidora Cesta Nobre, com o mesmo formato, de distribuir livros literários doados através de cestas básicas.

Conforme o vereador Ale Dal Zotto, o projeto apresentado através de um pedido de providências na Câmara de Vereadores, é uma forma de incentivo e que não gera custos aos cofres do município. “Na verdade, é um cuidado a mais, um incentivo à leitura para tantas famílias que também não tem condições de comprar um livro”, finaliza.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE