divdiv
PUBLICIDADE

Esportes

Publicidade

Venezuelana que reside em Erechim volta a correr após oito anos

Conheça a história de superação de Frannyeliss, venezuelana apaixonada por corrida

Por: Andressa Dall'Agnol e Caendy Carvalho
Fotos: Arquivo Pessoal Frannyeliss Herrera

Os sonhos surgem ainda na infância, motivando e inspirando ao longo da vida. Durante o caminho alguns deles se perdem, seja pelo amadurecimento que a idade traz, seja pela falta de incentivo ou pelas dificuldades impostas pelo mundo. Mas outros podem permanecer durante toda a vida.

Foi a vontade de continuar seu sonho de correr de forma profissional e a esperança de um futuro melhor que trouxe a venezuelana Frannyeliss Herrera, de 27 anos, para Erechim.

A paixão pela corrida

A paixão pela corrida começou cedo, aos 13 anos, durante uma competição escolar e desde então Frannyelis nunca mais largou o amor pelas pistas. “Eu corro desde que estava na escola. Quando fiquei em segundo lugar em uma competição de atletismo, percebi que desse momento em diante nunca mais pararia de competir”, conta.

O tio, vendo o talento da sobrinha, foi quem lhe apresentou seu primeiro treinador de atletismo. Porém, ao 18 anos, os primeiros desafios apareceram na carreira da jovem e que a levaram deixar a corrida de lado por um longo tempo. “Fiquei 8 anos sem treinar por conta de problemas pessoais que estavam acontecendo na época e também por causa da ditadura política do meu país. Pensei que tudo tinha acabado”, relembra Frannyelis.

Mudança de país

Frannyelis deixou a Venezuela devido as dificuldades financeiras que enfrentava na época e veio ao Brasil em busca de condições melhores de vida. Sua primeira parada foi em Manaus, capital do Amazonas, onde trabalhou como vendedora ambulante por dois anos.

A mudança para Erechim veio através da irmã e do cunhado, que buscaram trazer o esporte de novo na vida da mulher. “Eles me disseram que eu poderia ter uma nova vida no esporte e recomeçar minha carreira. Aqui tive o apoio de diversas pessoas que me receberam de braços abertos”, conta Frannyelis.

Corrida de 30km em Santa Catarina

Frannyelis corre representando a cidade de Erechim nas competições e recentemente conquistou mais um feito na sua carreira: completou a prova de 30km da Ponta do Papagaio, em Palhoça, Santa Catarina, ficando em quarto lugar na sua categoria e em 74º na posição geral, de 2.800 atletas.

Para a venezuelana, ter completado a prova foi uma superação pessoal. “Nunca tinha corrido 30km e nunca imaginei que essa experiência seria na praia, em meio à natureza, aos rios e junto de outros atletas também de outros países. Nunca pensei que chegaria na linha de chegada, mas consegui, foi uma experiência única que me fez entender que posso dar mais”, conta Frannyeliss.

A atleta já participou de outras provas, onde atravessou as fronteiras de Foz do Iguaçú com o Paraguai e a Argentina, conquistando o terceiro lugar.

Mulheres no esporte

Frannyeliss afirma que é importante representar e se sentir representada por outras mulheres no esporte. “É importante vermos a mulher no esporte, principalmente em corridas, porque além de ser um auxílio para uma vida mais saudável, também é um suporte que nos faz mais fortes para enfrentarmos os desafios da vida e conquistarmos novos objetivos”, diz.

“Que todas as mulheres lembrem-se do seu valor e da importância única que tem neste mundo. Todas nós merecemos amor, respeito e o reconhecimento das nossas histórias e conquistas”, finaliza.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE