divdiv
PUBLICIDADE

Ciência

Publicidade

Vídeo de morcegos em instituto de Wuhan reforça tese de que o coronavírus veio de um laboratório

O Partido Comunista da China sempre negou a existência dos animais no centro de pesquisas

Por: Revista Oeste

As imagens de morcegos vivos em um local que seria o Instituto de Virologia de Wuhan, na China, aumentaram a temperatura do debate que trata da origem do novo coronavírus. Exibido no programa Fantástico, no domingo 20, um vídeo reforça a tese segundo a qual a gênese da covid-19 é um laboratório. O material foi descoberto por uma equipe de investigadores amadores que se dedicam a desvendar de onde veio o patógeno.

Segundo eles, o conteúdo é de 2017, e servira para a inauguração do centro de pesquisas. Em um momento do vídeo, imagens mostram morcegos dentro de gaiolas no que parece ser o interior do laboratório e um pesquisador alimentando os animais. Desde o início da pandemia, o Partido Comunista da China negou a existência de criação de morcegos em Wuhan. Agora, a tese de que o microrganismo “fugiu” do local ganha musculatura.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Publicidade